HR.Rocks! por um RH mais forte. 

 

Nossa Missão

Produzir eventos, conteúdos, treinamentos e networking para capacitar e empoderar profissionais de RH.

Nossa Visão

Um profissional de RH em cada C-level da América Latina.


O Manifesto HR.Rocks

Estamos aqui para começar um movimento. Um movimento pela capacitação e pelo reconhecimento da força do RH. Pela capacitação de profissionais de RH que possam avançar a estratégia de suas empresas; pelo reconhecimento de que a área é fundamental na vida e no sucesso de qualquer empresa.

Estamos aqui para provar que o RH não é estratégico: RH é estratégia.

Porque ser o guardião da cultura de uma empresa não é tarefa pequena. A cultura flui para as vendas. A cultura flui para o produto. A cultura flui para a última linha da DRE.

Queremos que nós, profissionais de RH, nos aceitemos como componentes-chave de qualquer organização. Que nos demos o tão sonhado crédito. Mas também que conquistemos esse crédito. Que mereçamos esse crédito.

Para isso, o RH precisa se preparar mais. Trabalhar mais. Estudar mais. Precisa participar de qualquer decisão dentro da empresa como um verdadeiro parceiro de negócios. Que entende do negócio e que direciona o negócio.

Mérito e reconhecimento, andando juntos.

Sem mérito, que vem pelo suor e pelo preparo, não haverá reconhecimento. E se há mérito, vamos cobrar reconhecimento.

Um movimento pelo fortalecimento da prática do RH dentro das empresas. Estamos descobrindo formas de capacitar profissionais de RH para serem mais estratégicos, respeitados e empoderados.

  1. Nossa visão é o RH sendo parte da C-suite por padrão.

  2. Queremos o RH se sentindo empoderado, relevante e crítico para o sucesso de qualquer empresa. Porque é.

  3. Queremos profissionais de RH mais completos, que entendam de marketing, de vendas, de operações e finanças. Para que possamos ver mais profissionais de RH se tornando CEOs.

  4. Queremos liberdade de finanças e TI. Não queremos ter que pedir permissão. Queremos ser ouvidos de igual para igual.

  5. Queremos que o RH se reporte para o CEO. E que fique claro que qualquer outra possibilidade é loucura.

  6. Queremos nunca, mas nunca mais ouvir que o RH é estratégico demais para ser deixado sob responsabilidade do RH.